O que esperar da advocacia em 2019?

2019 promete ser um ano bastante promissor não só para advocacia, mas principalmente para as novas profissões ou profissionais que prestam serviços e vendem produtos, acreditam que com a instalação do novo governo no Brasil, a economia tende a ficar mais quente, com isso algumas velhas áreas ou novas irão sofrer de forma positiva os efeitos.

Por este motivo, resolvi escrever esse artigo com a indicação de algumas áreas que certamente terão um acréscimo quanto à quantidade de clientes devido aos fatores acima citados.

Área do consumo

Como já se sabe, o Brasil está se transformando em uma grande feira livre, tanto no tocante ao comercio informal como ao comercio formal de pequeno porte, estimasse que no próximo ano, os pequenos negócios irão movimentar de forma considerável a nossa economia, certamente esses negócios serão gerados por profissionais que perderam seus postos de trabalho e com dificuldade de se recolocar, irão investir as verbas rescisórias em um pequeno negocio de produto ou serviço.

Nesse caminho, a advocacia deve aproveitar para ofertar assessoria jurídica tanto para os possíveis consumidores quanto para os fornecedores, tendo em vista que esses pequenos negócios irão funcionar com freguesia e não com clientela, pois os  negócios serão instalados nas casas ou em pontos comerciais itinerantes.

A advocacia será fundamental para a conservação da relação de consumo, evitando assim as demandas judiciais e os desgastes naturais desse tipo de relação, sendo assim, o advogado que tem poder de negociação e senso de aplicação de políticas extrajudiciais, terá um grande mercado pela frente.

Advogado de Startup

Com a moda desse novo modelo de empreendimento se instalado por todo Brasil, o advogado antenado com tecnologia e inovação terá um grande mercado para atuar, importante para atuar nesse mercado e a utilização de técnicas de empreendedorismo e possibilidade de ficar antenado com as novas tendências, tanto legislativas como tecnológicas, por este motivo o profissional do Direito, deve está envolvido em sua totalidade com o mercado, um MBA em marketing ou gestão cai bem para os profissionais que pensam em migrar para esse novo mercado.

  Direito do Estudante Universitário

Com o crescente numero de alunos nas universidades particulares, conseguintemente como tudo no Brasil, a violação de Direitos também acompanha o crescimento, sendo assim, a emissão de certidões e declarações com cobrança de taxas, a retenção de documentos por motivos de inadimplência ou simplesmente a não emissão dos certificados ou diplomas, são alguns problemas que serão gerados em uma demanda maior no próximo ano, sendo assim, é bom ficar de olho no resultado dessa relação que não existe ainda consenso se é de consumo ou unilateral, sendo assim, o advogado que utilizar da empatia para se colocar no lugar dos estudantes, terá um grande diferencial na hora de escolher e atuar nesse mercado, que poderá fomentar o mercado das indenizações por dano moral ou material.

Direito a Saúde Estética

Um mercado que não para de crescer é o ramo estético, seja colocação de prótese de silicone, de bronzeamento em lajes ou qualquer que seja a novidade para ficar bonito, essa modalidade de consumo vem crescendo e com certeza as incertezas e insatisfações pela prestação de serviço junto com elas, por se tratar de relação de consumo especifico, o profissional deve ficar atento e saber de fato se houve violação a direito ou não, importante que o mesmo entenda de alguns procedimentos e seus riscos, sem classificação de gênero, esse mercado é bem interessante para a mulher advogada, que certamente devido a sua sensibilidade e por também fazer tais procedimentos com maior frequência, terá mais habilidade para lhe dar com os problemas gerados na relação.

Além dos novos mercados citados no artigo, existem outros que certamente irão aparecer com a instalação do novo governo, uma área que vejo bastante promissora é o clássico Direito Penal,  pois com o clima de insegurança e de fazer justiça com as próprias mãos, podem aumentar o numero de crimes relacionados como porte de arma, uso exagerado da força por policiais entre outros.

O importante é que no geral, o Direito tende a ganhar novas perspectivas para o próximo ano, acreditamos que tudo isso deve se associar a um profissional cada vez mais qualificado, com um numero maior de habilidades e principalmente ser mais humano para se importar com os problemas de seus clientes, se você tem esses requisitos, não espere o ano novo chegar, comece agora o seu planejamento e bons frutos em sua colheita.

Sobre o autor

Denilson Ferreira

É advogado, pós graduado em Direito Publico e Direito de Família, cursando MBA em Gestão em Marketing é apaixonado por empreendedorismo, milita na área civil e de propriedade, responsável pelo núcleo civil da DF& Advogados e é o criador da comunidade jurídica PautAberta. @pautaberta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *